Que competências são Valorizadas pelos Empregadores?

by | Fev 12, 2018 | Noticías | 0 comments

Employability skills são as competências que muitos dos empregadores valorizam e procuram quando recrutam recém-graduados. Os jovens que as possuírem estão claramente em vantagem relativamente aos outros candidatos.

Mas que competências são estas?

  • Fast Thinking
  • Competências de Comunicação
    Envolvem a estruturação das ideias de uma forma clara e lógica, a apresentação de um discurso adaptado ao público-alvo, a escuta ativa e a capacidade para questionar os outros de forma adequada.
  • Trabalho em Equipa
    Envolve a cooperação e a negociação com os outros enquanto trabalham para um objetivo comum. Ser flexível, saber cooperar em tarefas partilhadas e motivar os outros são requisitos importantes para trabalhar em equipa.
  • Capacidade de Análise e Resolução de Problemas
    Capacidade para identificar, analisar e avaliar informações que podem ser apresentadas de diferentes formas e encontrar soluções adequadas para os problemas detetados.
  • Criatividade e Inovação
    Ser criativo e inovador surge muitas vezes associado ao ser empreendedor. No entanto, é muito mais do que isso: trata-se de saber identificar oportunidades e assumir riscos, considerar novas formas de fazer as coisas, pensar “fora da caixa”, observar e avaliar as tendências e gerar novas ideias.
  • Resiliência
    Capacidade para lidar com os problemas e adversidades de forma positiva, saindo fortalecido das situações. Implica ser flexível, disposto a repensar e ajustar os planos de acordo com as exigências, estar disponível para enfrentar desafios e ter capacidade para gerir os riscos e as emoções.
  • Planeamento e Gestão do Tempo
    Ser capaz de percecionar e compreender o que é necessário para atingir um determinado objetivo específico, definir prazos e completar as tarefas no tempo certo, definir prioridades de acordo com a importância e urgência das tarefas, monitorar e ajustar prazos. Tudo isto implica uma boa capacidade de organização e flexibilidade.
  • Consciência do Mundo do Trabalho
    Tem a ver com a experiência prática em contexto de trabalho, fora do contexto académico.
  • Inglês
    Em grandes companhias multinacionais, não ser fluente em inglês pode significar que sejas imediatamente eliminado do processo de recrutamento. Investe no desenvolvimento desta competência o mais cedo possível. Realizar um Erasmus, ter uma experiência internacional ou frequentar um mestrado em inglês são excelentes formas de te tornares fluente em inglês.
  • IT Skills
    Se pretendes trabalhar no setor financeiro, dominar o excell (nível avançado) é um requisito fundamental.

 E finalmente, demonstrar entusiasmo, sentido de compromisso, dinamismo e ritmo de trabalho, flexibilidade, perseverança, capacidade de auto motivação, open-mind e orientação para a qualidade, são características que te podem diferenciar.